Ares

Com o objetivo de controlar robôs da categoria Beetleweight e Antweight, a eletrônica tem o desafio de apresentar um circuito que ocupe o menor espaço possível devido às dimensões reduzidas dos seus robôs e, ao mesmo tempo, manter um alto desempenho.

Com um Circuito Interno de ponte H e um um microcontrolador PIC, a nova placa possui dimensões 24×17 mm e suporta correntes de 6A contínuos, possuindo, inclusive, uma área de dissipação.

Os motores adotados em tais categoria usualmente não exigem tanta carga, mas por questões de segurança foi dimensionado um sensor de corrente que protege todo o circuito em caso de sobrecarga, fazendo um chaveamento de corrente e mantendo o robô ligado e sob controle do piloto.

A placa é utilizada nos projetos:

Antares – Antweight (454 g)

Drumsday – Beetleweight (1,36 kg)

Tomahawk – Beetleweight (1,36 kg)

Mini Ares

Com a adesão da equipe à categoria Fairyweight de combate, foi necessário que se desenvolvesse uma placa de potência de tamanho ainda mais reduzido. Assim, nasceu no inicio de 2018 o projeto Mini Ares, que teve como desafio ser a mais compacta placa já feita pela equipe.

O CI utilizado suporta uma corrente nominal de 3.6A, sendo suficiente para controlar os motores. Dessa forma, foi possível a construção da menor placa de potência já criada pela equipe, tendo apenas 14×12 mm.