Poseidon

 

Como resultado da agregação de conhecimentos na equipe, o projeto da placa eletrônica Poseidon começou no início de 2012. A proposta era construir uma eletrônica capaz de ser utilizada em robôs das categorias Feather(13,6 kg) e Lightweight(27,3 kg), que não apresentasse problemas durante os combates e ao mesmo tempo ser de fácil montagem e manutenção.

Após pouco mais de um ano de desenvolvimento, o projeto chegou ao fim. Então, deu-se inicio a um período de testes, que nos permitiu validar a confiabilidade da placa. A placa foi utilizada pela primeira vez em combate no Winter Challenge X(2014) no robô Cérbero. Novamente, em 2015, a placa foi utilizada durante a segunda edição do Submarino Ultimate Robot Combat na Campus Party Brasil 8. Evento no qual a equipe subiu ao pódio juntamente da equipe Uairrior, com o robô Usi, pela conquista do terceiro lugar na categoria Featherweight.

Ambas competições serviram para reafirmarmos a confiabilidade da placa, que se mostra condizente com seus objetivos iniciais mesmo em situações críticas, tal como o momento do combate.

Cada placa possui a capacidade de controlar um motor escovado de corrente contínua, o que aumenta a facilidade de manutenção dos robôs e diminui os custos se uma placa for danificada.

Por ser feita em três camadas de cobre de 3oz cada, é garantida a ela extrema capacidade de condução de corrente e calor. Embora compacto em seu 50x70mm, o circuito eletrônico conta com MOSFETs que suportam picos de 240A e 65A contínuos Essa possui uma área diferenciada e dedicada para a dissipação de calor. E que nos testes exaustivos de arena apresentou apenas um leve aquecimento. A placa também foi colocada em prova simultânea nos robôs Sumô 3kg e demonstrou estar superdimensionada para a aplicação.

Para aumentar a faixa de operação da placa utilizou-se de reguladores chaveados na malha de 5V característica que permitem o trabalho eficiente em tensões de bateria de 14V até 35V. Os resultados obtidos com a eletrônica satisfizeram totalmente as necessidades da equipe, portanto pretende-se utilizar os conhecimento obtidos no desenvolvimento deste projeto para que sejam criadas novas eletrônicas capazes de aumentar o desempenhos dos nossos robôs de combate.